Cana/Unica: com oito usinas em operação, moagem soma 543 mil t na 2ª quinzena de fevereiro

Com oito unidades em operação, seis delas já iniciando a moagem deste ano, usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram 543 mil toneladas de cana-de-açúcar na segunda quinzena de fevereiro da safra 2018/2019. O volume é 25,66% menor que o total de 731 mil de toneladas moído em igual período da safra passada, informou a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). De acordo com a entidade, todas as usinas que processaram cana estão localizadas em Goiás e Mato Grosso do Sul. Outras oito usinas processaram milho para a produção de etanol na última metade de fevereiro.
Com o resultado, nos 11 meses do período atual, iniciado em 1º de abril de 2018, o processamento atingiu 564,139 milhões de toneladas, queda de 3,59% sobre igual intervalo da safra passada, quando foram processadas 585,135 milhões de toneladas de cana.
Com 95,54% da oferta total de cana destinada ao etanol e apenas 4,46% ao açúcar, a fabricação do biocombustível somou 74 milhões de litros na segunda quinzena de fevereiro, queda de 1,69% ante a oferta de igual período da safra passada de 75 milhões de litros. Na segunda metade do mês foram produzidos 109 milhões de litros de hidratado, mesmo volume de igual período de 2018. Deste total, 35 milhões de litros são de etanol anidro estocado que foram transformados em hidratado para atender a demanda por esse tipo de combustível.
Com 64,60% do mix de destino, no acumulado da safra 2018/2019 30,425 bilhões de litros de etanol foram produzidos, aumento de 19,42% sobre igual período do ano passado. Do volume total de etanol fabricado até 1º de março, 21,319 bilhões de litros foram de hidratado, alta de 42,40%, e 9,105 bilhões de litros de anidro, recuo de 13,33% ante o mesmo período da safra passada. A produção de etanol de milho foi de 40,045 milhões de litros na segunda quinzena de fevereiro, totalizando 692,291 milhões de litros no ciclo 2018/2019, informou a Unica.
A produção de açúcar foi de apenas 2 mil toneladas na metade final de fevereiro, queda de 52,72% sobre igual período de 2018, de 5 mil toneladas, e acumula 26,364 milhões de toneladas na safra, queda de 26,45% ante 2017/2018.
O teor de sacarose na cana, medido na quantidade de Açúcar Total Recuperável por tonelada processada (ATR/t), foi de 102,76 quilos (kg) na segunda quinzena de fevereiro, 0,60% superior ao de igual período da safra passada. No acumulado da safra, o teor de sacarose está em 138,54 kg de ATR/t, alta de 0,93% sobre 2017/2018. 

mais
Notícias
do setor

80 toneladas por hectare não é bom! 24 de Maio 2019

Por: Marino Guerra Mais de uma década de crise, o que gerou um tombo no investimento nas lavouras, impactos climáticos e a mudança de [...]

ler mais

O poder em atravessar a palha da cana 24 de Maio 2019

Por: Marino Guerra O Tractor é um herbicida produzido pela Nufarm e tem como ingredientes ativos a mistura do 2,4-D com Picloram, cujo principal foco [...]

ler mais

Vinhaça como protagonista no trato de soqueira 24 de Maio 2019

Por: Marino Guerra Diante de períodos de colheita cada vez mais secos,é nítida a diferença das áreas de vinhaça em [...]

ler mais

Calcário: não é só usar, incorporar é fundamental 24 de Maio 2019

Por: Marino Guerra O professor da UFU (Universidade Federal de Uberlândia) e consultor especialista em adubação, Gaspar Korndorfer, [...]

ler mais

Vai chover no outono e inverno 24 de Maio 2019

Por: Marino Guerra Antes de chegar à constatação de que vamos ter um outono e inverno perto das médias históricas de [...]

ler mais

Produtor questiona o uso de nitrogênio foliar 24 de Maio 2019

Por: Marino Guerra Pode-se dizer que o respeito do mundo canavieiro ao produtor de Campo Florido-MG, Daine Frangiosi, cresceu na mesma [...]

ler mais

@ 2019 Agronegócios Copercana Todos os direitos reservados