Veículos abastecidos com etanol podem ter rendimento acima do esperado

Carros abastecidos com etanol podem ter rendimento levemente superior ao que é divulgado na etiquetagem veicular, segundo um estudo divulgado nesta terça-feira pelo Instituto Mauá de Tecnologia, com apoio da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).
Tendo por base veículos populares de diferentes categorias, o estudo avaliou que a eficiência energética do álcool em relação à gasolina comum (que contém 27 por cento de etanol anidro) varia de 70,7 a 75,4 por cento.
Em contrapartida, as performances apontadas pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) para os mesmo modelos oscilam de 66,7 a 72,1 por cento.
Segundo o chefe da Divisão de Motores e Veículos do Instituto Mauá de Tecnologia, Renato Romio, alguns fatores que podem influenciar a eficiência energética dos automóveis incluem a evolução técnica dos motores flex, percurso do veículo, a forma de dirigir e o teor de etanol na gasolina.
“Vale lembrar que o PBEV utiliza como padrão a gasolina com 22 por cento de etanol anidro. Esse é mais um ponto que reforça a diferença que pode haver na autonomia dos veículos em vias públicas”, acrescentou.
O etanol é conhecido por ter uma eficiência energética de 70 por cento da gasolina, e por isso se torna competitivo ante o derivado de petróleo quando seu preço está abaixo desse percentual.
“A maioria dos motoristas faz a conta considerando o preço somente na hora do abastecimento, quando na verdade também deveria avaliar a autonomia do veículo com os dois tipos de combustíveis. Essa relação pode ser diferente de 70 por cento”, comentou, tendo por base os resultados da pesquisa.
Carros abastecidos com etanol podem ter rendimento levemente superior ao que é divulgado na etiquetagem veicular, segundo um estudo divulgado nesta terça-feira pelo Instituto Mauá de Tecnologia, com apoio da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).
Tendo por base veículos populares de diferentes categorias, o estudo avaliou que a eficiência energética do álcool em relação à gasolina comum (que contém 27 por cento de etanol anidro) varia de 70,7 a 75,4 por cento.
Em contrapartida, as performances apontadas pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) para os mesmo modelos oscilam de 66,7 a 72,1 por cento.
Segundo o chefe da Divisão de Motores e Veículos do Instituto Mauá de Tecnologia, Renato Romio, alguns fatores que podem influenciar a eficiência energética dos automóveis incluem a evolução técnica dos motores flex, percurso do veículo, a forma de dirigir e o teor de etanol na gasolina.
“Vale lembrar que o PBEV utiliza como padrão a gasolina com 22 por cento de etanol anidro. Esse é mais um ponto que reforça a diferença que pode haver na autonomia dos veículos em vias públicas”, acrescentou.
O etanol é conhecido por ter uma eficiência energética de 70 por cento da gasolina, e por isso se torna competitivo ante o derivado de petróleo quando seu preço está abaixo desse percentual.
“A maioria dos motoristas faz a conta considerando o preço somente na hora do abastecimento, quando na verdade também deveria avaliar a autonomia do veículo com os dois tipos de combustíveis. Essa relação pode ser diferente de 70 por cento”, comentou, tendo por base os resultados da pesquisa.

mais
Notícias
do setor

Preços em NY fecham mistos, Londres em queda; Cepea volta a [...] 21 de Fevereiro 2018

Os preços do açúcar fecharam mistos na bolsa de Nova York ontem (20). Os contratos para março/18, fecharam com queda de dois [...]

ler mais

Petrobras: gasolina e diesel sobem 0,91% e 1,37%, [...] 21 de Fevereiro 2018

Nesta quinta-feira (22), a Petrobras aumentará os preços dos combustíveis fósseis mais uma vez. O valor do litro da gasolina [...]

ler mais

Destaque da Revista Canavieiros: Assuntos Legais 21 de Fevereiro 2018

*Por: Juliano Bortoloti*No findar do ano de 2017, mais precisamente no dia 27 de dezembro, o Governo Federal publicou no Diário Oficial da União [...]

ler mais

Pesquisadores da FGV Energia analisam mudanças na Tarifa Branca 21 de Fevereiro 2018

Com o início de 2018, os consumidores passaram a contar com uma nova opção tarifária para o cálculo da fatura de energia [...]

ler mais

Governo editará nova MP prorrogando Funrural em 60 dias 21 de Fevereiro 2018

O governo editará nos próximos dias uma nova Medida Provisória (MP) prorrogando em 60 dias o prazo de adesão ao programa de [...]

ler mais

FS Bioenergia investirá R$ 1 bi na segunda usina de etanol de [...] 20 de Fevereiro 2018

A FS Bioenergia anunciou hoje o investimento de R$ 1 bilhão na construção de sua segunda usina de etanol feito a partir do milho em Mato [...]

ler mais

@ 2018 Agronegócios Copercana Todos os direitos reservados