Preços do milho em alta no mercado brasileiro

Os preços do milho voltaram a subir no mercado brasileiro, depois de um começo de mês patinando em função da maior oferta por parte dos vendedores, devido às altas de preços em agosto e setembro.
Segundo levantamento da Scot Consultoria, na região de Campinas-SP, a saca de 60 quilos está cotada em R$30,00 (10/10), para a entrega imediata, frente aos R$29,00 por saca no final de setembro e início de outubro.
Para este último trimestre a expectativa é de preços firmes para o milho em função das exportações em bons volumes e da redução na área plantada de milho de verão em 2017/2018.
A média diária embarcada foi de 295,72 mil toneladas de milho em setembro de 2017, frente 228,57 mil toneladas em agosto e 110,60 mil toneladas em julho deste ano.
Em outubro, até a primeira semana, foram exportadas, em média, 283,05 mil toneladas de milho por dia, 413,8% mais que a média diária em outubro do ano passado.
No relatório de outubro, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou a área de milho de verão no país (2017/2018) entre 4,93 milhões e 5,15 milhões de hectares, o que representa uma redução de 6,1% a 10,1% em relação a safra passada.
Entretanto, os estoques maiores no mercado interno deverão limitar as altas de preços ou, até mesmo, impor uma pressão de baixa, pontualmente. Vai depender também do clima e do desenvolvimento da safra atual (primeira safra).
Para janeiro de 2018, os contratos na B3 (antiga BM&F/Bovespa) apontam para uma saca de R$33,00 (fechamento de 9/10) em Campinas-SP, uma alta de 10,0% em relação aos preços vigentes no mercado físico.
Os preços do milho voltaram a subir no mercado brasileiro, depois de um começo de mês patinando em função da maior oferta por parte dos vendedores, devido às altas de preços em agosto e setembro.
Segundo levantamento da Scot Consultoria, na região de Campinas-SP, a saca de 60 quilos está cotada em R$30,00 (10/10), para a entrega imediata, frente aos R$29,00 por saca no final de setembro e início de outubro.
Para este último trimestre a expectativa é de preços firmes para o milho em função das exportações em bons volumes e da redução na área plantada de milho de verão em 2017/2018.
A média diária embarcada foi de 295,72 mil toneladas de milho em setembro de 2017, frente 228,57 mil toneladas em agosto e 110,60 mil toneladas em julho deste ano.
Em outubro, até a primeira semana, foram exportadas, em média, 283,05 mil toneladas de milho por dia, 413,8% mais que a média diária em outubro do ano passado.
No relatório de outubro, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou a área de milho de verão no país (2017/2018) entre 4,93 milhões e 5,15 milhões de hectares, o que representa uma redução de 6,1% a 10,1% em relação a safra passada.
Entretanto, os estoques maiores no mercado interno deverão limitar as altas de preços ou, até mesmo, impor uma pressão de baixa, pontualmente. Vai depender também do clima e do desenvolvimento da safra atual (primeira safra).
Para janeiro de 2018, os contratos na B3 (antiga BM&F/Bovespa) apontam para uma saca de R$33,00 (fechamento de 9/10) em Campinas-SP, uma alta de 10,0% em relação aos preços vigentes no mercado físico.

mais
Notícias
do setor

Ourofino Agrociência destaca soluções inovadoras durante [...] 21 de Junho 2018

A feira Agronegócios Copercana acontece entre 26 e 29 de junho e marca o encerramento do primeiro semestre do ano, período tradicional de [...]

ler mais

RenovaBio trará meritocracia no setor de biocombustíveis 21 de Junho 2018

Um tema que tem movimentado o setor da bioenergia é o RenovaBio, novo projeto do governo federal que, entre outros objetivos, visa mensurar o potencial [...]

ler mais

Preço do milho reage e o grão volta a ter rentabilidade no [...] 21 de Junho 2018

Os preços da saca de milho seguem em alta pelo quarto mês consecutivo em Santa Catarina. A cotação ficou na média de R$ [...]

ler mais

Açúcar tem valorização em NY e Londres 21 de Junho 2018

Os preços do açúcar registraram uma ligeira alta no mercado externo, nesta quarta-feira (20). Em Nova York, os contratos para julho/18 [...]

ler mais

Brasil eleva preço mínimo do milho para maiores produtores em [...] 20 de Junho 2018

O Ministério da Agricultura publicou nesta quarta-feira, no Diário Oficial da União, um aumento nos preços mínimos do milho [...]

ler mais

Cana: Esalq/USP prevê queda de até 10% na produtividade no [...] 20 de Junho 2018

Projeções do Sistema Tempocampo, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), apontam queda de até 10% na produtividade [...]

ler mais

@ 2018 Agronegócios Copercana Todos os direitos reservados