Preços do milho em alta no mercado brasileiro

Os preços do milho voltaram a subir no mercado brasileiro, depois de um começo de mês patinando em função da maior oferta por parte dos vendedores, devido às altas de preços em agosto e setembro.
Segundo levantamento da Scot Consultoria, na região de Campinas-SP, a saca de 60 quilos está cotada em R$30,00 (10/10), para a entrega imediata, frente aos R$29,00 por saca no final de setembro e início de outubro.
Para este último trimestre a expectativa é de preços firmes para o milho em função das exportações em bons volumes e da redução na área plantada de milho de verão em 2017/2018.
A média diária embarcada foi de 295,72 mil toneladas de milho em setembro de 2017, frente 228,57 mil toneladas em agosto e 110,60 mil toneladas em julho deste ano.
Em outubro, até a primeira semana, foram exportadas, em média, 283,05 mil toneladas de milho por dia, 413,8% mais que a média diária em outubro do ano passado.
No relatório de outubro, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou a área de milho de verão no país (2017/2018) entre 4,93 milhões e 5,15 milhões de hectares, o que representa uma redução de 6,1% a 10,1% em relação a safra passada.
Entretanto, os estoques maiores no mercado interno deverão limitar as altas de preços ou, até mesmo, impor uma pressão de baixa, pontualmente. Vai depender também do clima e do desenvolvimento da safra atual (primeira safra).
Para janeiro de 2018, os contratos na B3 (antiga BM&F/Bovespa) apontam para uma saca de R$33,00 (fechamento de 9/10) em Campinas-SP, uma alta de 10,0% em relação aos preços vigentes no mercado físico.
Os preços do milho voltaram a subir no mercado brasileiro, depois de um começo de mês patinando em função da maior oferta por parte dos vendedores, devido às altas de preços em agosto e setembro.
Segundo levantamento da Scot Consultoria, na região de Campinas-SP, a saca de 60 quilos está cotada em R$30,00 (10/10), para a entrega imediata, frente aos R$29,00 por saca no final de setembro e início de outubro.
Para este último trimestre a expectativa é de preços firmes para o milho em função das exportações em bons volumes e da redução na área plantada de milho de verão em 2017/2018.
A média diária embarcada foi de 295,72 mil toneladas de milho em setembro de 2017, frente 228,57 mil toneladas em agosto e 110,60 mil toneladas em julho deste ano.
Em outubro, até a primeira semana, foram exportadas, em média, 283,05 mil toneladas de milho por dia, 413,8% mais que a média diária em outubro do ano passado.
No relatório de outubro, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou a área de milho de verão no país (2017/2018) entre 4,93 milhões e 5,15 milhões de hectares, o que representa uma redução de 6,1% a 10,1% em relação a safra passada.
Entretanto, os estoques maiores no mercado interno deverão limitar as altas de preços ou, até mesmo, impor uma pressão de baixa, pontualmente. Vai depender também do clima e do desenvolvimento da safra atual (primeira safra).
Para janeiro de 2018, os contratos na B3 (antiga BM&F/Bovespa) apontam para uma saca de R$33,00 (fechamento de 9/10) em Campinas-SP, uma alta de 10,0% em relação aos preços vigentes no mercado físico.

mais
Notícias
do setor

Lavoura high tech: a importância da tecnologia no Agronegócio 13 de Dezembro 2017

O uso da tecnologia no mercado de agronegócios já é uma realidade. De acordo com um recente levantamento da Comissão Brasileira de [...]

ler mais

Abiove eleva estimativa de produção de soja em 2018 13 de Dezembro 2017

O Brasil deverá produzir 109,5 milhões de toneladas de soja em 2018, estimou nesta terça-feira a Associação Brasileira das [...]

ler mais

Safra 17/18 no Centro-Sul deve fechar com estoque de etanol [...] 13 de Dezembro 2017

O Centro-Sul do Brasil deverá fechar a safra de cana 2017/18, em 31 de março, com estoques de etanol até 21 por cento menores na [...]

ler mais

Bioeletricidade bate recordes, mas continuidade da expansão [...] 13 de Dezembro 2017

De janeiro a novembro de 2017, a bioeletricidade gerada pela biomassa, fonte em que o bagaço de cana possui 89% de participação, aumentou [...]

ler mais

Área plantada vai cair em 2018, e preço de alimento poderá [...] 13 de Dezembro 2017

Os novos números da safra de grãos divulgados pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) na terça-feira (12) trazem uma [...]

ler mais

Indústria de biocombustível do Brasil vê impulso com [...] 13 de Dezembro 2017

A nova política de biocombustíveis do Brasil (RenovaBio), aprovada nesta terça-feira no Senado, deverá impulsionar o setor no [...]

ler mais

@ 2017 Agronegócios Copercana Todos os direitos reservados