Café: Aumento da umidade favorece floração

As chuvas no início de outubro foram suficientes para estimular a abertura das flores nos cafezais de arábica na maior parte das regiões produtoras acompanhadas pelo Cepea. O evento era bastante aguardado pelo setor, uma vez que as primeiras flores, que abriram precocemente no final de agosto, foram afetadas pelo clima seco em setembro. Quanto ao mercado físico, apesar da recuperação das cotações externas e internas no final da semana passada, a grande expectativa do setor com as floradas no Brasil nos últimos dias manteve agentes retraídos do mercado, e a liquidez interna segue baixa.
Quanto ao robusta, produtores do Espírito Santo seguem animados com a próxima temporada, já que, segundo agentes consultados pelo Cepea, as chuvas do início de outubro foram benéficas para a variedade, auxiliando o pegamento das flores e o desenvolvimento dos “chumbinhos”. Na Bahia e em Rondônia, as lavouras estão na fase de “chumbinho”, e o clima segue favorável para a produção. No mercado físico, vendedores seguem retraídos e as negociações estão em ritmo lento.
As chuvas no início de outubro foram suficientes para estimular a abertura das flores nos cafezais de arábica na maior parte das regiões produtoras acompanhadas pelo Cepea. O evento era bastante aguardado pelo setor, uma vez que as primeiras flores, que abriram precocemente no final de agosto, foram afetadas pelo clima seco em setembro. Quanto ao mercado físico, apesar da recuperação das cotações externas e internas no final da semana passada, a grande expectativa do setor com as floradas no Brasil nos últimos dias manteve agentes retraídos do mercado, e a liquidez interna segue baixa.
Quanto ao robusta, produtores do Espírito Santo seguem animados com a próxima temporada, já que, segundo agentes consultados pelo Cepea, as chuvas do início de outubro foram benéficas para a variedade, auxiliando o pegamento das flores e o desenvolvimento dos “chumbinhos”. Na Bahia e em Rondônia, as lavouras estão na fase de “chumbinho”, e o clima segue favorável para a produção. No mercado físico, vendedores seguem retraídos e as negociações estão em ritmo lento.

mais
Notícias
do setor

Ourofino Agrociência destaca soluções inovadoras durante [...] 21 de Junho 2018

A feira Agronegócios Copercana acontece entre 26 e 29 de junho e marca o encerramento do primeiro semestre do ano, período tradicional de [...]

ler mais

RenovaBio trará meritocracia no setor de biocombustíveis 21 de Junho 2018

Um tema que tem movimentado o setor da bioenergia é o RenovaBio, novo projeto do governo federal que, entre outros objetivos, visa mensurar o potencial [...]

ler mais

Preço do milho reage e o grão volta a ter rentabilidade no [...] 21 de Junho 2018

Os preços da saca de milho seguem em alta pelo quarto mês consecutivo em Santa Catarina. A cotação ficou na média de R$ [...]

ler mais

Açúcar tem valorização em NY e Londres 21 de Junho 2018

Os preços do açúcar registraram uma ligeira alta no mercado externo, nesta quarta-feira (20). Em Nova York, os contratos para julho/18 [...]

ler mais

Brasil eleva preço mínimo do milho para maiores produtores em [...] 20 de Junho 2018

O Ministério da Agricultura publicou nesta quarta-feira, no Diário Oficial da União, um aumento nos preços mínimos do milho [...]

ler mais

Cana: Esalq/USP prevê queda de até 10% na produtividade no [...] 20 de Junho 2018

Projeções do Sistema Tempocampo, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), apontam queda de até 10% na produtividade [...]

ler mais

@ 2018 Agronegócios Copercana Todos os direitos reservados